UEPG - Portal das Licenciaturas

Universidade Estadual de Ponta Grossa UEPG
Atualizado em 19/01/2017 12h37

Física

•   Parecer CNE/CES nº 1304, de 6 de novembro de 2001
Diretrizes Nacionais Curriculares para os Cursos de Física.

•   Resolução CNE/CES nº 9, de 11 de março de 2002
Estabelece as Diretrizes Curriculares para os cursos de Bacharelado e Licenciatura em Física

Oferecido no turno noturno, o curso de Licenciatura em Física tem duração mínima de quatro anos, e está estruturado em eixos: pratica profissional, eixo pedagógico, a física do cotidiano e a ciência física.
•    A prática profissional tem o objetivo de colocar o acadêmico em contato com sua profissão através da prática de ensino, do planejamento e elaboração de propostas pedagógicas, da investigação da prática e elaboração de material de divulgação científica.
•    O eixo pedagógico procura dar uma formação dos fundamentos da educação, da organização do ensino e suas  leis , das teorias do desenvolvimento da aprendizagem e do comportamento. A Física do cotidiano mostra como a física participa do desenvolvimento da sociedade, melhorando seu bem estar, sua saúde e revolucionando comportamentos e costumes.
•    A Ciência física mostra a construção de uma ciência que estar sempre em evolução, discutindo seus fundamentos e seus princípios e até suas fronteiras e seus desafios, sempre usando a matemática como pilar, e até ajudando a desenvolvê-la.

OBJETIVOS DO CURSO

O Objetivo Geral é formar profissionais habilitados a atuar tanto na atividade do magistério, a nível de 2º e 3º graus, como na de pesquisa em Ensino de Física.
Os Objetivos Específicos são: Fornecer uma formação sólida ao acadêmico nos fundamentos da Física que lhe permita julgar e abordar criticamente os problemas propostos; Dar formação em disciplinas específicas de Educação, História da Física e relacionadas ao desenvolvimento de experimentos em Física; Desenvolver no aluno a iniciativa e independência quanto às novas metodologias de investigação e abordagem de fenômenos físicos; Formar o estudante através da orientação e participação em estágios supervisionados em escolas e projetos de ensino; Preparar o estudante para a pós-graduação em Ensino de Física e áreas afins.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

O licenciado em Física deve ter as seguintes competências e habilidades: Habilidade na comunicação e expressão de ideias; Habilidade para o ensino teórico e experimental de Física no ensino médio e superior; Senso crítico e capacidade de discernimento; Habilidade para usar conceitos físicos na explicação de fenômenos naturais; Conhecimento de Física Básica (Mecânica, Eletricidade, Magnetismo, Ondas, Óptica, Termodinâmica, Estrutura da Matéria); Habilidade para usar conceitos físicos na explicação de fenômenos e tecnologias na vida cotidiana; Habilidade para fazer montagens experimentais; Raciocínio analítico bem desenvolvido; Acompanhar a evolução do pensamento científico e tecnológico na sua área de atuação; Estabelecer a relação entre Ciência, Tecnologia e Sociedade.

CAMPOS DE ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL

Prioritariamente: Ensino médio e superior e ou Pesquisa em Ensino de Física. Opcionalmente, desde que tenha formação complementar: Laboratórios e centros de pesquisa em desenvolvimento científico e tecnológico. No Segmento universitário: Física computacional, teórica, experimental; Biofísica; Astrofísica; Ensino de Ciência e Tecnologia; Física médica de proteção radiológica; Física aplicada a ciências do solo; Física aplicada a ciências dos materiais. Vendas especializadas de equipamentos e materiais. Centros e museus de ciência. No Setor industrial: Automobilístico, eletroeletrônico, óptica, materiais, esterilização, nuclear, equipamentos médicos, aeronáutica, aeroespacial, militar, alimentos e agroindústria.

A SEMANA DE FÍSICA é uma atividade anual promovida pelos Colegiados dos Cursos de Licenciatura, de Bacharelado e do Programa de Pós-Graduação (mestrado e doutorado), e que objetiva divulgar a FÍSICA para a comunidade universitária e o público em geral.

ARTICULAÇÃO

O projeto pedagógico do curso de Licenciatura em Física considera que todas as disciplinas devem funcionar de forma articulada com forte interação, considerando indissociável a prática, a teoria, a pesquisa e o ensino de física, onde devemos excluir quaisquer dicotomias. Nesse contexto, as reuniões de articulação são inerentes, ficando as disciplinas de Ensino de Física I, II, III e IV como responsáveis para coordenar esta articulação.
As disciplinas articuladoras devem promover a integração dos conteúdos de Física em dois eixos: a Física do dia-a-dia e a Ciência Física. A Física do cotidiano envolve o conhecimento de conteúdos específicos contextualizados com aplicações comuns no cotidiano do professor em formação e do aluno da educação básica. O eixo de Ciência Física se preocupa com os conhecimentos dos conceitos fundamentais, da evolução da física e da construção da física contemporânea.
Nas duas primeiras séries as disciplinas os eixos acima são desenvolvidos em conjunto nas disciplinas de Física Geral I e II, e Física experimental I e II, Física Computacional Básica e dentro das disciplinas de matemática. Na terceira série o eixo de Física do Cotidiano ocorre em conjunto com Física Moderna e Instrumentação para o Ensino e na quarta série com Física do Cotidiano e História e Filosofia da Ciência. O eixo Ciência Física por sua vez se dá na terceira série com Laboratório de Física Moderna e na quarta série com as disciplinas Teoria e Aplicação em Mecânica Clássica, Teoria e Aplicação em Física Estatística e Teoria e Aplicação em Eletromagnetismo, Eletrônica e Seminários.

Visite a página do Curso de Licenciatura em Física da Universidade Estadual de Ponta Grossa

 

Conheça a estrutura do curso (clique aqui)